1 de outubro de 2011

Jean-Jacques Rosseau

O New York Post,informou que em sua recente visita a Paris,a presidente argentina - Cristina Kirchner - gastou cerca de cento e dez mil dólares, em sapatos da famosa grife – Christian Louboutin.Dificil saber,melhor dizendo quase impossível,provar se essa verba saiu dos cofres públicos, da terra do ex-craque de futebol, Diego Maradona.Infortunadamente, o homem público está cada vez mais inconfiável.Desde o polemico primeiro ministro italiano Berlusconi,que reedita alguns escândalos sexuais,até, só para refrescar a memória : Imelda Marcos - ex-primeira dama das Filipinas,que no ato da deposição do seu marido,o ditador – Ferdinand Marcos - a policia encontrou nos aposentos da ex-primeira dama - mil pares de sapatos - aproximadamente,todos adquiridos com recursos do erário público !
A corrupção não é só latina-americana,parece ser um componente,que habita universalmente todos os homens.Isso remete ao sábio aforisma do iluminista frances - Jean Jacques Rousseau - que assim falou : ..."o homem nasce puro e bom,contudo a civilização o corrompe " .Não é nenhum antídoto contra a corrupção,mas indica que uma robusta formação ética e moral,afasta o homem da tentação de surrupiar coisas alheias !
Pois, se torna dificil acreditar, que o parlamentar,oriundo da sociedade, se transforme em corrupto ao ser empossado no Congresso Nacional ! Ou ele já era antes,um contumaz sonegador de impostos,ou praticava o paradígma: o serviço sem recibo é mais barato !!! O parlamento, e a democracia sem confundem.Pois não há democracia sem a representação popular! Alguns talvez prefiram a ditadura,que no momento está fora de moda no mundo.Nos países do primeiro mundo,a corrupção é severamente punida,e por aqui, abaixo da linha do Equador,a lei,há muito privilegia a classe dominante.O vetor-educação,é uma saída factível de realizar.É preciso vontade política...há muito preguiçosa !